Adriano Vicente

Começou a trabalhar com quadrinhos profissionalmente na década de 1980, nas revistas de terror da Editora D-Arte, sob o comando do mestre Rodolfo Zalla. Realizou curtas-metragens para várias editoras. Para o mercado americano, por sua vez, contribuiu com editoras independentes como Femforce (AC Comics), The Hunters (ECV Press) e Royal Blood (Deveraux Productions of Canada).